Quais os principais conceitos do marketing social? Saiba tudo!

Investir em campanhas de marketing digital é algo muito usual na maioria das empresas, mas nem todas ainda compreendem exatamente o que é e qual a importância do marketing social.

Vivemos em uma sociedade em constante transformação e evolução. Principalmente no que diz respeito à responsabilidade das empresas com o social, o cultural e o ambiental.

Para se destacar, é preciso mais do que apenas vender produtos e serviços – mas sim mostrar que a sua marca é relevante para a sociedade e contribui para um mundo melhor, por meio de ações de responsabilidade social.

E é justamente nesse ponto que o marketing social, ou marketing de causa, pode ajudar. Ficou interessado? Leia mais!

O que é o marketing social?

Como dissemos, ele também pode ser chamado de marketing de causa e se baseia no uso de técnicas e conceitos tradicionais do marketing para “vender” ideias, atitudes, comportamentos ou uma causa social.

Assim, uma empresa não deseja apenas comercializar seus produtos ou serviços, mas sim mobilizar seus clientes e também a sociedade de forma a abraçar uma causa ou ainda a ajudar uma organização ou projeto social.

Esse tipo de marketing é muito usado por órgãos públicos e por organizações não governamentais, porém, há alguns anos, esse tipo de marketing tem sido usado também por empresas que desejam atrelar a sua marca a determinadas ações ou projetos.

Conceitos e exemplos

Já deu para entender que o principal viés do marketing de causa não é promover diretamente uma empresa ou um produto, mas sim uma causa social, ambiental ou cultural, não é mesmo?

Como dissemos, esse tipo de marketing tem sido usado bastante por empresas. Um exemplo é o Mc Dia Feliz, do Mc Donalds, uma data em que a venda de determinado produto da empresa é revertida para ajudar crianças com câncer.

Outro exemplo bem conhecido é o Criança Esperança, da Rede Globo, ou ainda o Teleton, do SBT. Esses eventos são produzidos por empresas privadas para arrecadar fundos com seus telespectadores e ajudar organizações sociais ou causas sociais nas quais as empresas acreditam e apoiam.

A principal vantagem, além de poder fazer a diferença para a sociedade, é conseguir atrelar a imagem da sua empresa a uma causa social, mostrando que o seu negócio é diferente. Ou seja, mais do que apenas visar o lucro, a sua empresa se importa com a sociedade e deseja ajudá-la.

Normalmente essas campanhas conseguem um alto engajamento com o público que pode modificar a percepção que tinha da sua marca e passar a fazer negócio com você ou até a se tornar um público fiel.

Como implementar o marketing social na minha empresa?

Para que uma estratégia desse tipo de marketing realmente traga vantagens a sua marca é muito importante que ela não seja apenas um “rótulo”, já que ações como essas podem ser desmascaradas pelos seus consumidores e acabar “manchando” a imagem da sua empresa.

Assim, é fundamental que a responsabilidade social faça parte do DNA do seu negócio e que a causa escolhida tenha relação com a identidade da sua marca. Por exemplo, não adianta você resolver apoiar e investir em ações de sustentabilidade, se a sua empresa desmata ou polui para produzir os itens que vende.

Entendido isso, vamos a algumas dicas:

Escolha uma causa

Você viu que é essencial que a causa tenha relação íntima com a identidade da sua marca. Assim, pense de que forma a sua empresa pode contribuir para um mundo melhor e defina qual causa você deseja apoiar.

Se você é uma empresa que vende ração, por exemplo, pode criar um projeto ou apoiar organizações que retiram cães e gatos da rua e promovem a sua adoção.

É sempre importante que a causa tenha alguma relação com o que a sua empresa é, comercializa ou se porta diante do seu público-alvo.

Defina se haverá uma organização parceira

Existem duas possibilidades quando falamos de marketing de causa: ou a empresa fará o trabalho social ou apoiará uma organização que já realize esse serviço.

Em geral, o último modelo é o mais adotado, primeiro porque a organização já possui bagagem, experiência e projetos em andamento, e segundo porque é menos trabalhoso para a empresa, que não precisa definir um grupo de colaboradores apenas para trabalhar nessa questão.

Se esse for o seu caso, é essencial pesquisar muito bem a organização e ter certeza de que ela é realmente idônea e faz um trabalho sério, evitando aliar a imagem da sua marca com uma organização envolvida com escândalos ou desvio de doações, por exemplo.

Outra possibilidade é patrocinar eventos, campanhas ou projetos sociais organizadas pelo terceiro setor.

Pesquise seu público e organize a campanha

O marketing social usa os mesmos conceitos e técnicas do marketing tradicional. Assim é indispensável analisar quem é o seu público-alvo, segmentar a sua campanha e definir as estratégias para mobilizar essas pessoas.

É possível pensar se a ação acontecerá apenas em um dia específico ou durante todo o ano, formas de comunicação, ações online e off-line, campanhas de arrecadação de verbas ou doações diversas, influenciadores, etc.

Metrifique e seja transparente

Saiba o quanto foi arrecadado, tenha controle desses dados e divulgue-os corretamente. É essencial que as pessoas que doaram consigam saber como a sua doação está sendo usada, passando credibilidade para a sua campanha e também para todos os envolvidos.

Como você viu, o marketing social é extremamente importante atualmente – e é a possibilidade da sua empresa se diferenciar, ajudando quem realmente precisa. Gostou deste conteúdo? Ainda tem dúvidas ou opiniões sobre o tema? É só deixar um comentário pra gente!

Leave a Comment

Filed under Blogging

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *